PREGNANT FELIX

BOYCOTT MORALITY

__________________

TRANCERIA RECORDS

BOYCOTT MORALITY!

Boycott Morality é o álbum de estreia do Pregnant Felix, originalmente do Rio de Janeiro. O conceito por trás da capa do álbum é que o cara está dividido sobre se permanece no armário ou se aceita e se torna quem ele quer ser (uma drag queen punk). Daí o título do álbum, como que lhe dizendo: Boycott Morality!, ouça sua voz interior, não se importe com os dedos apontados para você, os inquisidores, os palatinos da moral e dos bons costumes ... Passa uma mensagem dionisíaca: Use suas máscaras, faça o que quiser!

 

A capa foi feita pelo Marcelo Vasco, que também tocava guitarra no Pregnant Felix nos primeiros dias da banda, em 1993! Ele também já criou capas de álbuns para muitas outras bandas como Soulfly, Machine Head, Slayer etc.

 
 

PREGNANT FELIX - PREGNANT FELIX (VÍDEOCLIPE OFICIAL)

Do álbum de estreia Boycott Morality (Tranceria Recs.)

Produzido por Denis Kandle

 

RESENHAS

Confira aqui a tradução da resenha do álbum Boycott Morality feita por Donte Montgomery para o site The Haystack Music.

Resenhas de ouvintes:

PARA A FAIXA

DISQUIET

“Os instrumentos e as letras têm uma energia muito forte que me fazem querer dançar. O artista tem paixão e voz, tornando essa música interessante e desde já memorável. Acho que essa música tem potencial para ir muito bem”. (H, 32)

 

"A banda absorveu muito bem suas influências do Nirvana até o ponto em que o Kurt se orgulharia: eles têm um ar próprio de autenticidade. (E conseguiram um ponto extra só pelo nome da banda!") (H, 58)

“O tom sombrio no início da faixa dá uma sensação bem de Alice in Chains a ela, é ótima! Gostei dos vocais, são sombrios e inquietantes e crescem conforme a música progride". (M, 41)

"Gosto do feeling agressivo e distorcido dessa música. Acho que a bateria e o baixo se encaixam bem com a distorção da guitarra, e o vocalista também tem um tom de voz muito sombrio e natural". (H, 26)

"Grande batida criada pelo baterista usando pratos hi hat. Gostei da combinação de vocais e guitarra para criar uma músicaintrigante que me manteve interessado pelo que o artista estava tentando transmitir ao ouvinte". (H, 39)

"A batida dessa música é alta e bem na-sua-cara desde o início da música. O vocal do artista está no tempo com a batida e bem misturado com a batida. O gancho foi fácil para cantar junto". (M, 35)

"Disquiet do Pregnant Felix é uma boa faixa de rock pesado. Gosto bastante do nome do grupo, e eles soam um pouco como o Alice In Chains”. (H, 40)


"Essa linha de base é algo especial, vou te dizer. É disso que são feitos os sonhos de bandas de garagem. Música realmente legal". (H, 32)


"Estou amando essa. Parece com o Nirvana da primeira fase, mas um pouco melhor. Gostei bastante dos vocais. O cara consegue gritar muito bem. A bateria e a guitarra soam excelentes”. (H, 38)

"Eu gostei da música. Acho que o nome do artista é interessante e muito original". (M, 37)

"Esta música é um pouco mais pesada do que eu costumo ouvir, mas ainda assim é uma boa música. Tem uma base pesada que eu gosto muito. Nome de banda engraçado”. (M, 35)

"Esta música tem uma boa batida e a qualidade também é boa. A música no geral foi interessante e eu queria ouvir mais". (H, 31)

"Sinto o poder que emana dessa música. Isso me faz sentir como se eu realmente pudesse entrar na música. Sinto que esta é uma ótima música com a qual se fundir". (H, 33)

"O nome do grupo é interessante. Eu gosto do som de rock pesado da guitarra e eu gosto dos vocais. Eu devo conferir outras músicas desse artista". (M, 58)

"A gravação tem uma ótima batida de rock e vozes são excitantes e agradáveis. Eu definitivamente gostaria de dançar essa música numa festa em um fim de semana. Grande esforço”. (H, 45)

"Isso é ótimo – tem uma ótima batida por trás a qual eu posso realmente acompanhar. Eu adoraria ver esses caras ao vivo". (H, 33)

PARA A FAIXA

MOKUSATSU

“Gostei da música, desde a melodia até o ritmo, muito consistente e eloquente, eu recomendaria esta música para amigos e familiares." (H, 23)

 

"Gostei muito da introdução. Ela foi construída a partir de uma única nota até se tornar um crescendo gradual de som. Caiu bem para o meu deleite headbanger nessa altura." (H, 50)

 

"O estilo indisciplinado da gravação é complementar à sensação de desconstrução da composição. As guitarras fortemente distorcidas são quentes e profundas nos ouvidos." (H, 28)

 

“Consigo ver muito potencial na música." (H, 30 anos)

 

"Gostei do desempenho do guitarrista e do baterista abrindo a música. Também gostei da batida forte da bateria tocando consistentemente ao longo da música.“ (H, 39)

 

“Gosto da complexidade dos vocais. Gosto do desempenho do instrumental de fundo e de quão bem ele complementa os vocais. Gosto da variedade de instrumentos usados para o desempenho do instrumental de fundo. Gosto que as letras contem uma história. Gosto do tempo e de quão bem a percussão mantém o tempo." (H, 27)

 

"Gostei muito desta música, os vocais e as letras são legais e interessantes. A música e os instrumentos complementam o vocalista e as letras. É uma boa música." (M, 25)

 

"Eu amei o som pesado duro e psicodélico de rock pesador, e este tem um ritmo funky legal. Adorei o som e os assistiria ao vivo com certeza." (M, 48)

 

“Não gostei no início, mas ao deixar a música vir isso me fez apreciar os vocais. Sou um grande fã de gritos distorcidos misturados com vocal mais suave e este é um ótimo exemplo." (H, 24)

 

"A música é muito bem escrita e executada. Um som muito profissional. Os vocais estão em consonância com a música e bastante claros com as letras." (M, 57)

 

"A batida da música é cativante e as letras são algo com o qual os outros podem se relacionar. Eu baixaria músicas dessa banda." (M, 34)

 

"A faixa tem algum potencial, mas realmente demora algum tempo para progredir. Tem um bom tipo de vibe de festa." (M, 40)

 

"Eu adoro as linhas de baixo, sao surpreedentes, simples e ao mesmo tempo muito barulhentas e têm muito a sensação do tipo na-sua-cara. Adorei, adoraria bater cabeça em um dos seus shows." (H, 34)

 

"Quando começou, não achei lá essas coisas, mas gostei porque ficou bem diferente. Gostei da forma como ela continuou melhorando.” (H, 38)

 

“Conforme começa a tocar, prende a minha atenção. Gosto do aumento gradual do volume e da intensidade. Tem um bom som forte o qual estou gostando." (M, 37)

 

“Gosto que a bateria começa desde o início e que a guitarra soa suja. Sem vocal no início, apenas instrumentos pesados. Será um sucesso algum dia." (H, 21)

PARA A FAIXA

PREGNANT FELIX

"Os momentos do ritmo deslocado/fora do tempo são semelhantes a algo como Tool, incluindo os vocais. Muito diferente da vibração da música anterior (Mokusatsu). O refrão tem uma dissonância que parece intencional à de uma banda de grunge metal". (M, 40)

 

"A música é muito bem composta e me lembra Metallica old-school, entre outras coisas. Influências do punk dos anos 90 e do metal de 90. Eu adoraria ir vê-los ao vivo“. (H, 54)

“Nossa, esses caras são muito bons pra mim. Adoro quando fica mais pesado em torno do refrão. É um tipo de som que é algo como Nirvana das antigas pra mim e pros outros". (M, 41)

 

“Gostei do riff de guitarra que abre a música. Algo sobre essa música me lembra o rock dos anos 70, acho que o guitarrista e o baterista tocam muito bem ao longo da música. O artista tem uma boa voz e que faz um excelente trabalho de cantar em harmonia com a música de fundo". (H, 39)

 

“Gosto da complexidade dos vocais. Gosto do tempo e de quão bem a percussão mantém o tempo. Gosto do desempenho instrumental de fundo e de quão bem ele complementa os vocais. Gosto da variedade de instrumentos utilizados para o desempenho instrumental de fundo". (H, 48)

 

“Amei o ataque de fuzz psicodélico desta música, o instrumental, tão cheio, e baixo tão pesado, e esse vocal. Adorei o som e o ouviria novamente, e os veria ao vivo". (H, 25)

 

"Gostei muito desta música, o vocal e a letra são legais e interessantes. A música e os instrumentos complementam os vocais e as letras. Achei um pouco difícil de entender porque estava distorcido, mas apesar disso, é uma boa música". (H, 30)

 

 "Adorei essa. A bateria é muito peculiar e faz a música soar ainda mais pesada. Os vocais se encaixam perfeitamente com as guitarras e a bateria, é uma grande música de metal muito bem arranjada e coesa que soa diferente". (H, 28)

 

"A música tem um grande senso de fluxo para a sua composição geral. As guitarras fortemente distorcidas são calorosas e convidativas. Os vocais são um pouco violentos e agressivos no tom, o que se adequa bem à música". (M, 57)

 

"A música é realmente forte, o que é bom porque a música e as letras são muito fortes também. Todas as partes trabalham juntas por uma canção bem harmonizada que está destinada a se tornar um Hit em breve". (M, 38)

 

“Gosto da soltura dos vocais porque me lembra o grupo Nirvana dos anos 90. Também gosto do solo de guitarra e da estrutura geral dos instrumentos de fundo“. (M, 34)

 

"A batida da música é cativante. Os vocais são decentes e as letras são algo com o qual outros podem se relacionar. A estrutura é boa. Gostaria de baixar músicas deste artista". (H, 22)

 

“Gosto do significado deturpado das letras e também da instrumentação agressiva. O estilo de interpretação vocal do vocalista se encaixa bem com este gênero". (H, 52)

 

“Reconheço que o nome da banda é único e definitivamente se destacará". (H, 31)

 

“Gostei da energia, do ritmo cativante e da progressão dos acordes. Soa divertido”. (M, 48) 

 

“Eu amo o quão forte e intensa é essa música. Fico um pouco triste por ter de manter os meus fones de ouvido, pois esse é o tipo de som que você quer tocar alto". (H, 21)

 

“Soa muito sujo e grungy no início e os vocais combinam com o som muito bem. Seria uma grande banda para ver ao vivo em algum momento". (H, 21)

 
 

DISQUIET [INQUIETO]

Are you afraid of sayin’

About your love for her?

She's in your heart, she's a secret

Oh, your daddy would kill you

There's a rainbow at the end of the storm

There's a place we can try to be fine

Get a lighter, light a candle

We need some news here for everyone now

I admire children,

One day I admired myself

When will you get used to this?

I hope you listen to what only you hear

Children can read all around

They become illiterate as time flies

Don't repeat my steps, follow your own steps

Today you're out, but tomorrow you're back

Get a lighter, light a candle

We need some action for everyone now

I admire children,

One day I admired myself

If you ever see me

Lookin' at nowhere

Please bring me back again

I will thank you for the rest of my life

 

Você tem medo de falar

Sobre o seu amor por ela?

Ela mora no seu coração, ela é um segredo

Ah, o seu pai te mataria

 

Existe um arco-íris no final da tempestade

Existe um lugar onde podemos tentar ficar bem

 

Pegue um isqueiro, acenda uma vela

Precisamos de notícias aqui para todos

Eu admiro crianças,

Um dia eu já me admirei

 

Quando você vai se acostumar?

Espero que você escute o que só você ouve

As crianças podem ler tudo ao seu redor

Elas se tornam analfabetas com o tempo

 

Não repita os meus passos, siga seus próprios passos

Hoje você está fora, amanhã você está de volta

 

Pegue um isqueiro, acenda uma vela

Precisamos de ação aqui para todos

Eu admiro crianças,

Um dia eu já me admirei

 

Se algum dia você me vir

Olhando para o nada

Por favor me traga de volta

Vou te agradecer pelo resto da vida

 
ASSINAR LISTA DE EMAILS
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2019 Tranceria Records
 dkandle.com